Aécio Neves quis calar a Justiça, diz Otto Alencar


O senador e presidente do PSD na Bahia, Otto Alencar, afirmou que o senador Aécio Neves (PDSB-MG) “quis calar a Justiça” como o colega cassado Delcídio do Amaral. “Já se sabia do comprometimento do Aécio, a boca pequena. O caso de Aécio é igual ao de Delcídio. Nesta situação, deputados e senadores já querem que ele renuncie”, disse em entrevista a Mário Kertész, na Rádio Metrópole, na manhã desta quinta-feira (18).O baiano aproveitou para defender o impeachment de Michel Temer (PMDB). “É um momento delicado e difícil estou indo para o Senado, mas a minha posição pessoal é do impeachment do Temer, porque segundo informações, as denúncias são gravíssimas”, disse. “Eu disse que Temer não era a solução do Brasil. Essa foi uma tragédia anunciada. Todos sabiam de problemas sérios com Temer. [Eduardo] Cunha é da cozinha dele”, acrescentou.